Cuidado com os livros de autoajuda

A maioria dos livros de autoajuda não expressam nenhuma mentira, apenas meias verdades e isso é um grande problema.

Quando os livros de autoajuda nos dizem que tudo depende da lei da atração, então imaginamos que até os infortúnios, as coisas ruins que nos acontecem, são frutos de um desejo nosso, mesmo que inconsciente. Isso gera frustração, culpa e medo, e não é verdade. Quando imaginamos que podemos conquistar coisas apenas desejando ardentemente, acreditamos que a lei da atração atuará e aquilo se materializará em nossa vida, e aí somos levados a acreditar que o amor virá até nós, o trabalho, o dinheiro, a saúde, independentemente de qualquer outra ação.

É verdade que nossa mente cria a realidade, mas ela é apenas co-criadora, aliado à crença e ao desejo ardente deve haver muita garra, persistência, empenho, falhas, desacertos e muita ação.

Nosso cérebro é influenciável e as emoções positivas direcionadas a nós será registrada, mesmo que inconscientemente. Então, estados de bem-estar podem ser provocados para nos induzir e proporcionar o sucesso. Pesquisas científicas comprovam uma melhora de rendimento daqueles que são submetidos, antes de testes, a experiências de bem-estar.

É possível então provocar o bem-estar antes de situações de pressão, fragilidade ou medo?

A professora Elen Langer desenvolveu uma pesquisa com pessoas que foram colocadas em um ambiente onde acreditavam ser 20 anos mais jovens do que realmente eram. Ao sair da experiência, os voluntários estavam com melhor visão e audição, houve uma melhora da memória e até a distância entre os ossos aumentou, o que é característica de esqueletos jovens.

O que isso quer dizer? Que se acreditarmos que somos, seremos. E aí é que temos que ter cuidado. Da mesma forma que é importante nos cercarmos de um ambiente positivo, temos que correr atrás do que queremos ardentemente. A ação é indispensável.

O que é um ambiente positivo? O que são as emoções positivas?

Cientistas já demonstraram que a pessoa pressionada e amedrontada não tem um bom rendimento em provas ou apresentações e que, pelo simples fato de invocarem emoções positivas antes de eventos como estes, seus resultados são significativamente melhores.

É possível provocar em si essas boas sensações, sensações de confiança, de dever cumprido, de tranquilidade. Mas como?

Tal Ben Shahar ensina que, para nos provocar emoções positivas podemos usar os artifícios de, por exemplo, ter por perto sempre a foto de alguém que se ama, ou algo belo como uma obra de arte, frases inspiradoras, cartinhas de amor dos filhos e até um bombom de chocolate podem nos abastecer de emoções positivas antes de sermos testados de alguma forma, por exemplo antes de provas, reuniões importantes ou atividades que nos deixem intranquilos, inseguros ou apenas ansiosos.

Vamos usar essa técnica sem moderação.

Ao longo do dia, antes ou independentemente de situações estressantes, vamos nos abastecer do conforto de boas emoções. Só vai potencializar nosso sucesso pessoal e do grupo em que vivemos.

E, como última dica, não desconsiderem os livros de autoajuda, apenas não os levem ao pé da letra. A ação, a atitude, o enfrentamento, a falha, a garra e a superação são elementos indispensáveis para o sucesso em qualquer área, de amor a dinheiro, tudo depende de sua determinação.

Please follow and like us:
0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
×